Agrupamento de Escutas 718 festeja 30 anos de atividade

Agrupamento de Escutas 718 festeja 30 anos de atividade

Formalmente constituído a 22 de janeiro de 1984, o Agrupamento 718 do Corpo Nacional de Escutas, sediado na Paróquia da Quinta do Conde, celebra 30 anos de intensa atividade no domínio da ocupação saudável de crianças e jovens da Freguesia, um sonho acalentado por José Marques Pinto, ao tempo, pároco da localidade.

Assumindo-se como uma escola de valores e princípios, visando a preservação do ambiente e da vida animal, mas tendo sempre presente a importante relevância da componente religiosa que caracteriza este movimento internacional afecto à Igreja Católica, o aludido Agrupamento mantém uma atuação regular no quadro da nossa localidade preenchendo os tempos livres de cerca de uma centena e meia de crianças e jovens, subtraindo-os, desse modo, a solicitações perniciosas ao seu desenvolvimento.

De acordo com Luís Ribeiro, chefe do citado Agrupamento, “a primeira ação levada a efeito visando a formação de um grupo de escutas na Quinta do Conde, remonta a abril de 1982,tendo sido desenvolvida em outubro desse ano com o apoio da Diocese de Setúbal e de D. Manuel Martins, à época Bispo de Setúbal.”

Em resultado dessas diligências, refere ainda o responsável pelo Agrupamento aniversariante, “foi publicado em dezembro de 1983 a ordem se serviço nacional que atribuía o número ao Agrupamento da Quinta do Conde, sendo que a cerimónia de formalização da sua existência ocorreria em janeiro de 1984 na Igreja da Boa-Água, quando os três responsáveis fizeram a respectiva ‘promessa’ e foram investidos nas suas funções.“

Segundo Luís Ribeiro, a vocação da mencionada estrutura associativa, tal como as suas congéneres nacionais e internacionais, funda-se na intenção de “pretender incutir nos jovens objectivos sociais à luz da doutrina católica, desenvolvendo programas pedagógicos específicos, com metodologias próprias para cada grupo etário, nomeadamente através de jogos tendentes a estimulá-los a trabalhar em equipa e, dessa forma, procurar torná-los melhores cidadãos e cidadãos mais solidários”.

Contando ao longo do tempo com o apoio da Câmara Municipal de Sesimbra e daquele que no quadro das suas limitadas possibilidades a Junta de Freguesia também têm podido dispensar-lhe, o citado Agrupamento de escutas quintacondense acolhe não apenas crianças e jovens da freguesia, mas, igualmente, de outras localidades da região, designadamente Fernão Ferro, (Seixal), Azeitão (Setúbal) e Bairro Alentejano (Palmela).

O programa de festividades, marcado para 25 de janeiro, contempla um vasto conjunto de iniciativas que incluem uma cerimónia religiosa, no decurso do qual terá lugar a entrega de lembranças e distinções aos seus elementos, assim como vários momentos de convívio e de confraternização, atividades lúdicas e culturais.