Câmara Municipal reorganizou-se

Câmara Municipal reorganizou-se

Na Reunião de Câmara de 6 de julho de 2017, a primeira após o óbito de Augusto Pólvora, foi dado conhecimento da alteração da composição da Câmara Municipal.

Felícia Maria Cavaleiro da Costa, que integra a lista da Coligação Democrática Unitária (CDU) na segunda posição, foi chamada a substituir o presidente, conforme o n.º 1 do artigo 59.º da Lei n.º 169/99, de 18 de setembro, alterada e republicada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de janeiro, tendo aceite o mandato e nomeado como vice-presidente o vereador José Polido.

De seguida, foi interpelada, ao abrigo do n.º 1 do artigo 79.º do mesmo diploma, Sandra Marília Martins Rodrigues Carvalho, para efeitos de preenchimento da vaga do cargo de vereadora, por ocupar a quinta posição da lista da CDU, tendo renunciado ao mandato.

Foi então convocado José Luís Martins Mendes, que integra a lista da CDU na sexta posição, ao abrigo do disposto no n.º 4 do artigo 76.º, conjugado com o n.º 1 do artigo 59.º e com o n.º 1 do artigo 79.º da Lei n.º 169/99, de 18 de setembro, alterada e republicada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de janeiro, que aceitou o mandato como vereador da Câmara Municipal de Sesimbra, sem tempo e sem pelouros.

Na Reunião foi lido um voto de pesar, feito um minuto de silêncio por Augusto Pólvora, e aprovada, por unanimidade, uma proposta para atribuição do seu nome ao Parque da Maçã, na freguesia do Castelo, a uma escola ou agrupamento na freguesia da Quinta do Conde, após auscultação da comunidade escolar, e a uma praça na vila de Sesimbra, que corresponde à freguesia de Santiago, a sua terra natal.