A Freguesia: Ação Social

Regulamento CSF da Quinta do Conde

AÇÃO SOCIAL

A Junta de Freguesia da Quinta do Conde tem como uma das principais preocupações e prioridades o apoio social aos cidadãos, procurando articular com as entidades responsáveis e estabelecer parcerias de apoio às famílias mais desfavorecidas, para além de outras atividades de âmbito social. A estratégia adotada no que diz respeito a esta matéria é debatida anualmente com as entidades que constituem a Comissão Social de Freguesia.

Comissão Social de Freguesia

A Comissão Social de Freguesia (CSF) é um órgão que visa a promoção da inclusão e coesão social, tentando estabelecer sinergias entre as instituições, articulando respostas e disponibilizando à população equipamentos sociais a nível local.
De acordo com o Regulamento Interno da CSF da Quinta do Conde, os principais objetivos são: a) desenvolver uma parceria efetiva e dinâmica que articule a intervenção social dos diferentes agentes locais; b) participar no planeamento integrado e sistemático do desenvolvimento social, potenciando sinergias, competências e recursos a nível local e c) garantir uma maior eficácia ao nível da freguesia da Quinta do Conde, incidindo sobre o conjunto de respostas sociais.

A CSF da Quinta do Conde é constituída atualmente por 28 entidades e por um Núcleo Executivo composto por 7 representantes de diferentes áreas, que elaboraram e executam anualmente um Plano de Ação, baseado em projetos exequíveis e que proporcionem à população a disponibilização de serviços e equipamentos úteis, que possibilitem condições para a melhoria do bem-estar e qualidade de vida na freguesia.

A Junta de Freguesia disponibiliza vários serviços de apoio à população na área social, com o objetivo de facultar uma ajuda mais próxima, ajustando as atividades e parcerias estabelecidas em função dos problemas e necessidades detetadas na freguesia. Dos serviços existentes, destacamos e divulgamos os que se encontram em vigor:

Gabinete de Inserção Profissional (GIP)

Os Gabinetes de Inserção Profissional têm como principal objetivo prestar apoio aos desempregados na procura de emprego e reinserção no mercado de trabalho e funcionam em estreita articulação e cooperação com os Centros de Emprego e Formação Profissional.

A Junta de Freguesia dispõe de um GIP, cujo atendimento é realizado por uma psicóloga, Dra. Anabela Ferreira, e, para além da apresentação quinzenal obrigatória, os desempregados poderão obter os seguintes apoios, de acordo com orientações do Instituto de Emprego e Formação Profissional: apoio na procura ativa de emprego, informação profissional para jovens e adultos desempregados, acompanhamento personalizado de desempregados nas ofertas disponíveis e adequadas, divulgação de programas comunitários que promovam a mobilidade no emprego e na formação profissional no espaço europeu, motivação e apoio à participação em ocupações temporárias ou atividades em regime de voluntariado, que facilitem a inserção no mercado de trabalho, etc.

O GIP da Junta de Freguesia da Quinta do Conde funciona de 2ª a 6ª feira, das 14h às 17h.

Consulta de Psicologia Clínica

O apoio ao equilíbrio e saúde mental são primordiais para o bem-estar e melhoria da qualidade de vida. Através de parcerias estabelecidas com as psicólogas Ana Fortes e Sara Modesto, a Junta de Freguesia disponibiliza, nas suas instalações, consultas de Psicologia a preço reduzido. Como principais áreas de intervenção destacam-se:

Drª Ana Fortes: Dificuldades no processo de aprendizagem, orientação escolar/profissional; ansiedade, depressão, processo de luto; assertividade/autoafirmação e perturbações da personalidade. Atendimento e acompanhamento a crianças, jovens e adultos.

Drª Sara Modesto: Dificuldades no processo de socialização, absentismo/abandono escolar; consumo de substâncias; violência juvenil, violência doméstica; apoio a (ex) reclusos e familiares; apoio a infetados pelo VIH/Sida; competências pessoais, sociais e parentais; gravidez na adolescência, divórcio, controlo dos impulsos, inteligência emocional e motivação. Atendimento e acompanhamento a jovens e adultos.

Universidade Sénior da Quinta do Conde “O sonho não tem idade”

A USQC “O sonho não tem idade” resulta de uma parceria estabelecida entre a Câmara Municipal de Sesimbra, a Junta de Freguesia da Quinta do Conde, os agrupamentos de escolas Michel Giacometti, da Quinta do Conde e da Boa Água, o Centro Comunitário da Quinta do Conde e o Centro Cultural, Social e Recreativo A Voz do Alentejo na Quinta do Conde, cujas aulas decorrem na Junta de Freguesia e visa a dinamização intelectual, sociocultural e física da população sénior da freguesia, com vista à melhoria da qualidade de vida deste extrato populacional, pretendendo contribuir para a resolução do problema do isolamento e solidão, que cada vez é mais acentuado nas sociedades atuais.

Serviço de Atendimento Local da Segurança Social

As instalações do Serviço Local da Segurança Social são essenciais para um atendimento presencial de proximidade ao utente e cidadão em geral. Deste modo, foi celebrado um protocolo de colaboração entre o Instituto da Segurança Social e a Junta de Freguesia para cedência de espaço, pensando nos interesses da comunidade e das famílias mais desfavorecidas. Assim, uma vez por semana deslocavam-se às instalações da Junta de Freguesia duas Técnicas de Serviço Social desta instituição, permitindo tratar do maior número de assuntos nesta área e diminuindo o tempo e custo das deslocações entre diferentes serviços. As Técnicas de Serviço Social eram responsáveis pelo atendimento dos beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) e de outros utentes que, não beneficiando deste apoio, necessitam de auxílio na resolução de outras situações relacionadas com carências económicas e sociais. Este atendimento era efetuado todas as quintas-feiras da parte da manhã nas instalações da Junta de Freguesia, mediante marcação prévia.

Em fevereiro de 2015, por decisão do Instituto de Segurança Social, este apoio deixou de ser prestado na Quinta do Conde. A Junta de Freguesia da Quinta do Conde lamenta e tem tido um papel ativo na contestação desta deliberação, que deixa sem apoio de proximidade os quintacondenses mais vulneráveis, num período em que as situações de emergência social têm vindo a crescer diariamente e, a nosso ver, justificariam até um reforço neste serviço público.

Atualmente, os utentes da Quinta do Conde que necessitem deste serviço terão que solicitar a marcação de atendimento através do um número telefónico abaixo indicado. Aquando da solicitação, e se não tiverem possibilidades de se deslocar a Sesimbra – o local de atendimento mais próximo – deverão dar essa informação e solicitar a visita domiciliária de um técnico de serviço social.

Número telefónico para marcação de atendimento: 300 514 009