Conselho Municipal de Segurança reuniu na Quinta do Conde

Conselho Municipal de Segurança reuniu na Quinta do Conde

O Conselho Municipal de Segurança, órgão criado no quadro da Assembleia Municipal de Sesimbra para analisar e debater as questões de segurança no concelho, que inclui entre outras entidades, representantes das forças de segurança e o Ministério Público reuniu, pela primeira vez este mandato, na Quinta do Conde.

A reunião, efectuada dia 26 de janeiro na sede da Junta de Freguesia, sob a presidência de Francisco Luís, vereador titular do pelouro da protecção civil, passou em revista o quadro actual do concelho em matéria de delinquência, debruçando-se igualmente sobre algumas situações que prejudicam a imagem pública da Freguesia.

Entre elas, figuram o registo de alguns furtos no interior de viaturas, na zona da Boa Água e a incomodidade sentida pelos moradores de habitações situadas nas imediações de alguns estabelecimentos de diversão nocturna.

Na sua qualidade de anfitrião, Vítor Antunes, presidente da aludida Junta apresentou as boas-vindas aos participantes no encontro e deu nota de algumas queixas chegadas à autarquia, veiculadas designadamente por pais e encarregados de educação de alunos que frequentam a Escola Básica Integrada, decorrente da presença de indivíduos que se dedicam a negócios ilegais nas imediações da referida escola.

Para o comandante da força policial responsável pela segurança na localidade, “a situação é conhecida e estamos no terreno com o objectivo de obviar a que a mesma se mantenha, da mesma forma que as situações resultantes do funcionamento de casas de diversão nocturna se encontram identificadas e merecem a nossa atenção.”

Na opinião do responsável camarário pela pasta da segurança, “apesar destas ocorrências serem credoras de particular atenção, o índice de criminalidade no concelho não está a aumentar, segundo um estudo recentemente divulgado pelo observatório que analisa estas matérias. O que, no entanto”, realçou,  “não nos impede de lhe dispensarmos um acompanhamento atento, em ordem a promover a sua diminuição”.