Assembleia de Freguesia aprova sem votos contra as contas de 2014

Assembleia de Freguesia aprova sem votos contra as contas de 2014

A Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde aprovou sem qualquer  voto contra, a proposta da conta de gerência respeitante ao exercício de 2014 apresentada pelo executivo da respetiva Junta, na sessão realizada a 10 de Abril, na sede da autarquia.

No decurso da referida sessão, os membros do órgão deliberativo da freguesia, aprovaram ainda a 1ª revisão orçamental de 2015 e duas moções contestando a decisão do Instituto da Segurança Social de proceder ao encerramento do serviço de atendimento semanal que mantinha na localidade, deixando, assim, mais desprotegidos os habitantes da Freguesia que mais necessitados se encontram.

Além dos citados documentos, os representantes das várias forças políticas representadas na aludida assembleia, decidiram por unanimidade tomar ainda posição e aprovar uma moção contra a gritante injustiça de que a localidade tem sido objecto por parte do Fundo de Financiamento das Freguesias, solicitando, por isso, uma audiência ao Secretária de Estado da Administração Local, com o objectivo de ultrapassar uma situação que consideram atentatória dos mais elementares princípios de equidade.

No decurso dos trabalhos, mereceu igualmente aprovação unânime a adesão da autarquia, enquanto sócio colectivo, ao Conselho Português para a Paz e Cooperação, ante os objectivos que caracterizam esta entidade não governamental.

Por outro lado, enquanto, Vítor Antunes, presidente da Junta, respondia a pedidos de esclarecimento suscitados por elementos das diferentes bancadas, no período aberto à população, um habitante alertava para a necessidade de reforço das acções de limpeza em determinadas artérias da Vila e para a periclitante situação em que se encontram alguns pinheiros que correm o risco de cair na via pública ao mesmo tempo que outro dava conta das multas de estacionamento do seu camião, devido à circunstância de estacionar nas proximidades da sede da sua  empresa, em virtude dos locais onde tal é permitido não lhe oferecem condições de segurança.

Assembleia de Freguesia 02

 

 

Assembleia de Freguesia 01