Assembleia de Freguesia analisou trabalho realizado pela Junta

Assembleia de Freguesia analisou trabalho realizado pela Junta

A aprovação, por unanimidade, de uma saudação ao movimento associativo e de um voto de pesar pela morte do ex-ministro Eduardo Pereira, constituíram duas das várias deliberações tomadas pela Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde, realizada a 23 de Junho, nas instalações do Centro Comunitário da localidade.

No decurso da sessão que apreciou diversos assuntos de interesse para a comunidade, foi ainda aprovada uma moção, proposta pela CDU, sobre a liberdade de imprensa e o direito de informação, assim como a adesão da Junta de Freguesia à Casa do Alentejo, na qualidade de sócio coletivo daquela Instituição.

Os trabalhos ficaram igualmente marcados pela apreciação de um documento alusivo à Feira Festa, apresentado pelo Movimento Sesimbra Unida, contendo graves acusações à entidade organizadora, mas que o seu proponente acabaria por retirar ante a contestação que mereceu por parte de diversas bancadas com assento na referida Assembleia.

No período aberto à população, um munícipe questionou o presidente da Junta de Freguesia, acerca da regularização de uma artéria do Pinhal do General, tendo o autarca adiantado que, de acordo com as informações de que dispõe, “há interesse dos municípios de Sesimbra e do Seixal em resolver o problema”.

Para além disso, em resposta a uma questão suscitada por outro morador, Vítor Antunes, assegurou que a autarquia quintacondense irá procurar concretizar a criação da Associação das Colectividades do Concelho de Sesimbra, dando assim cumprimento à deliberação tomada durante o Encontro do Movimento Associativo concelhio, realizado em Abril, sendo, aliás, sua intenção, perspectivar proximamente uma reunião com os agentes associativos, visando a constituição desta nova entidade.

A par destes temas, a aludida reunião do órgão deliberativo da Freguesia analisou o relatório de actividades da Junta nos últimos dois meses, sublinhando o intenso trabalho desenvolvido pela autarquia neste período, tendo, igualmente, apreciado e votado favoravelmente a rectificação ao anexo do recente contrato de aceitação de delegação de competências estabelecido com a Câmara Municipal de Sesimbra.