Freguesia festejou 30º aniversário lançando livro sobre figuras locais

Freguesia festejou 30º aniversário lançando livro sobre figuras locais
Uma assistência que tornou manifestamente exíguo o salão da autarquia, assinalou o 30º aniversário da Freguesia da Quinta do Conde e a apresentação da obra “Quinta do Conde – Gente de Perfil”, da autoria de Vítor Antunes, evento que ficou ainda marcado pelo anúncio da construção de uma nova escola do 1º ciclo na localidade.

A mais jovem e populosa freguesia do Concelho de Sesimbra assinalou a 9 de outubro, a passagem do 30º aniversário da sua criação, com a realização de uma cerimónia evocativa, caracterizada por uma adesão que extravasou as instalações da autarquia, forçando parte da assistência a permanecer no exterior do edifício.

Iniciada com um apontamento musical protagonizado pela Turma de Música da Universidade Sénior – O Sonho Não tem Idade, que interpretou alguns temas do seu repertório, a sessão prestou ainda tributo a várias personalidade e instituições da localidade através da atribuição de medalhas e saudações conferidas pela Junta de Freguesia.

Reunindo autarcas, dirigentes associativos e habitantes da Freguesia, a referida celebração constituiu um momento de afirmação da capacidade interventiva dos seus habitantes e de quantos, ao longo dos anos, a ajudaram a construir, conferindo-lhe uma identidade própria, que a distingue no contexto da região.

Isso mesmo sublinhou João Valente, Presidente da Assembleia de Freguesia local, ao afirmar a sua alegria por participar na evocação de tão relevante data na história deste antigo lugar do concelho de Sesimbra, mas que devido à generosidade e empenho de quantos nele fixaram residência se transformou numa Freguesia constituída por gente ativa que aposta no progresso.

Na sua dupla qualidade de Presidente da Junta aniversariante e de autor do livro “Quinta do Conde – Gente de Perfil,” obra que reúne os principais dados biográficos de cerca de 260 figuras ligadas à freguesia, Vítor Antunes, começou por aludir ao recente falecimento de João Favinha, ex-presidente da autarquia e destacado dirigente associativo concelhio, bem como à eleição da quintacondense Sandra Cunha para as funções de deputada na Assembleia da República, no último ato eleitoral.

Passando em revista a evolução ocorrida ao longo das três décadas de existência da autarquia e algumas das lutas que a população desenvolveu, visando a obtenção de estruturas e serviços que respondessem às necessidades, o autarca destacou, entre outras matérias, a defesa da escola pública, a ausência do lar de Idosos do Centro Comunitário e a prestação de cuidados de saúde para todos os cidadãos da freguesia.

De acordo ainda com Vítor Antunes, “a construção de um pavilhão multiusos, sobretudo para promoção de atividades económicas, é outro objetivo que a autarquia persegue há vários anos”, equipamento que reputa de grande importância, razão pela qual sustenta, que deve ser previsto, nos orçamentos das autarquias para o ano de 2016, ainda que tal concretização se processe de modo faseado.

Em sua opinião, “trata-se de uma medida que se insere numa repartição mais equitativa dos investimentos, decorrente de uma maior atenção ao número de habitantes, o que não se tem observado, pois, mais de metade dos eleitores do concelho reside na Quinta do Conde.”

No que concerne à obra de que á autor e cuja apresentação ocorreu no decurso da mencionada sessão, o responsável da Junta de Freguesia, referiu tratar-se de uma “amostragem, um registo para memória futura, no fundo, um contributo para o estudo da evolução da nossa terra”, porque, realça, “as localidade, tal como os países, são obra da intervenção dos homens e das mulheres que constituem as suas populações, como de resto, a história dos povos no-lo comprova, de modo inequívoco. Logo, uma homenagem aos pioneiros da Quinta do Conde.”

Presente na cerimónia, Odete Graça, Presidente da Assembleia Municipal de Sesimbra, congratulou-se com a efeméride e o trabalho que a citada Junta tem desenvolvido, tendente à qualificação desta área do concelho.

Para a líder da AMS “esta ocasião constitui um bom momento para refletirmos sobre o que era esta terra e o património que o trabalho dos seus moradores logrou conquistar, em diversos domínios da sua vida coletiva, ao longo deste tempo. Pois, embora saibamos que as dificuldades não acabaram, sabemos, também, que o futuro será sempre o resultado da comunhão de esforços e do sentido crítico que soubermos evidenciar. Por isso, será aquilo que todos quisermos “.

Encerrando as intervenções, Augusto Pólvora, Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, considerou que “a criação da freguesia foi o resultado do trabalho daqueles que aqui se radicaram, provenientes de várias regiões do país e que por razões culturais não se sentiam bem a viver emparedados em apartamentos, dado estarem habituados a outro tipo de habitações.”

Segundo o edil sesimbrense, “hoje quem aqui chega não tem a noção do que era esta zona nos seus primórdios, mas mesmo sabendo que há ainda muita coisa para fazer, quando a luta é justa esses objetivos acabam por se concretizar”, aproveitando, assim a ocasião para anunciar a construção para breve de uma nova escola do 1º ciclo do ensino básico, dotada de salas de jardim-de-infância e de um auditório com 200 lugares.

30 Aniversário c

 

30 Aniversário b

 

30 Aniversário d

30 Aniversário e

30 Aniversário f

30 Aniversário g30 Aniversário h

30 Aniversário i

30 Aniversário j