Junta e dirigentes associativos efetuaram balanço das festividades

Junta e dirigentes associativos efetuaram balanço das festividades

Junta de Freguesia da Quinta do Conde e instituições participantes nas atividades festivas levadas a efeito no decurso do último mês na localidade, refletiram sobre o trabalho realizado.

Em análise estiveram os diversos eventos que anualmente caraterizam a vida associativa da Freguesia no decurso do mês de junho, com particular destaque para a Feira-Festa, Festival do Caracol, Marchas Populares e Concurso do Caracol, acontecimentos cuja organização resulta de parcerias entre o movimento associativo, a autarquia quintacondense e a Câmara Municipal de Sesimbra.

Ao longo do debate dirigentes associativos e autarcas debruçaram-se sobre os aspetos positivos e negativos que marcaram os referidos eventos, tendo sublinhado como fatores de maior relevância a colocação de sanitários no recinto dos festejos (não obstante a má utilização que alguns lhes deram) e o grau de segurança conferido a esta edição, em especial após o fecho dos stands, decorrente da utilização dos serviços da Guarda Nacional Republicana.

No que concerne aos aspetos que na óptica dos intervenientes se afiguraram menos positivos, destaca-se o decréscimo de afluência de público nos dias em que as transmissões televisivas dos jogos do Campeonato Europeu de Futebol coincidiram com o horário das festas, ao mesmo tempo que teceram alguns reparos à qualidade dos caracóis com que este ano trabalharam.

De igual modo foi objecto de apreciação a diferença de atenção observada entre as associações na decoração das suas tasquinhas, situação que, todos concordaram, deve ser nivelada por cima para suscitar maior adesão de visitantes aos referidos espaços.

Para Vítor Antunes, presidente da Junta de Freguesia da Quinta do Conde, “apesar dos contratempos que caracterizaram esta edição das aludidas iniciativas, tendentes a possibilitar às coletividades a angariação de fundos que lhes permitam a manutenção das suas regulares actividades, assumiu um saldo deveras positivo.”

Por esse motivo o autarca quintacondense expressou a sua gratidão pela colaboração e o empenho evidenciado pelas diversas entidades que tomaram parte nos citados eventos.

No final deu conta da apreensão com que a autarquia encara alguns desenvolvimentos que podem colocar em causa o cumprimento das resoluções aprovadas pela Assembleia da República visando a construção de uma escola secundária na localidade.