Junta requer classificação de sobreiro

Junta requer classificação de sobreiro

A Junta de Freguesia enviou um requerimento ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas a solicitar a classificação de um sobreiro situado a sul do Skate Parque, junto à EN 10, como árvore de interesse público. A árvore tem cerca de 15 metros de altura, 300 metros quadrados de área da copa e estima-se que tenha mais de cem anos.

Apesar de se tratar de uma árvore comum no concelho, considera a Junta estar em presença de uma árvore com um porte acima da média das existentes. Ela apresenta medidas que são superiores a algumas das árvores na região, da mesma espécie, já classificadas como de interesse público.

Não se tratando de uma raridade, é uma árvore com grande interesse de preservação não só pelo espécime que é, como pelo que representa no tecido urbano onde se insere. Localizada no Corredor Ecológico da Quinta do Conde, a árvore pontua o espaço canal que articula dois equipamentos da estrutura verde principal da Vila: O Parque da Vila e o Skate Parque, bem como se encontra na vizinhança próxima do Parque Ecológico da Várzea e do Parque da Ribeira. O corredor em geral e estes equipamentos em particular caracterizam-se como tendo um programa de referência e de apropriação do quotidiano da comunidade.

Esta árvore pelo seu porte e majestade é já “per si” um elemento icónico e uma referência no tecido urbano do centro funcional da Vila da Quinta do Conde. De tal modo que mesmo a uma distância considerável mantém uma destacada relação visual com o eixo da Estrada Nacional 10.

Na elaboração do processo a Junta de Freguesia contou com a colaboração do engenheiro silvicultor José Rodrigues e do urbanista Domingos Vaz.

Recordamos que a Quinta do Conde teve uma árvore, o “Pinheiro Manso”, classificada como “árvore de interesse público” em dezembro de 2001, que devido a uma catástrofe natural acabou por desenraizar e morrer, sendo desclassificada em 2005.