Dia Mundial da Árvore

Dia Mundial da Árvore

A Junta de Freguesia assinalou a passagem do Dia Mundial da Árvore com a colocação de duas secções do Pinheiro Manso, uma no jardim a que deu o nome e outra no Parque dos Pinheiros, no Pinhal do General, e a plantação de mais três oliveiras de significativo porte, junto ao Skate Parque.

O Pinheiro Manso era, para os pioneiros, um ícone, uma espécie de sala de visitas da Quinta do Conde, cuja fama derivou do conjunto de atividades coletivas, com predominância para bailes, que sob a sua ramagem se realizaram nas décadas de setenta e oitenta do século XX.

A parte de madeira do anel corresponde a uma secção do pinheiro manso, uma lendária árvore que existiu no jardim delimitado pelas ruas Egas Moniz e Ribeiro Sanches e EN 10, na freguesia da Quinta do Conde, concelho de Sesimbra. Classificado em dezembro de 2001(DR 14 de 17/01/2002) como árvore de interesse público, a espécie, um Pinus pinea L., vulgarmente conhecido por pinheiro-manso, caiu em outubro de 2005 tendo sido desclassificado (DR 217 de 11/11/2005).

A interpretação desta secção indica-nos a idade da árvore, através da contagem dos anéis de crescimento; A largura dos anéis de crescimento tem relação direta com a pluviosidade anual, condição que torna possível identificar anos mais ou menos chuvosos; E porque os anéis não são concêntricos conclui-se que a árvore tinha ligeira inclinação.

No processo de recuperação, tratamento e exposição destas secções do Pinheiro Manso a Junta de Freguesia contou com o apoio voluntário e gracioso do engenheiro silvicultor José Rodrigues e do urbanista Domingos Vaz.

A mó em granito na base pertenceu a um lagar de azeite, da região de Abrantes.

Recordamos que a Junta de Freguesia solicitou recentemente ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas a classificação de “interesse público” do sobreiro que existe junto à Estrada Nacional 10, entre o Parque da Vila e o Skate Parque.