Feira Festa coloca Quinta do Conde no centro das festividades populares

Feira Festa coloca Quinta do Conde no centro das festividades populares

Principal acontecimento da vida social da Quinta do Conde e do concelho de Sesimbra nesta época do ano, a Feira Festa apesenta um diversificado programa, susceptível de colher o agrado dos diferentes públicos que a ela acorram.

Iniciativa anual que constitui o pontapé de saída do calendário das denominadas festividades, a 27ª edição do certame, iniciada a 2 de junho, oferece até 11 de junho aos habitantes da localidade e a quem a visita um vasto conjunto espectáculos, o qual inclui alguns nomes consagrados do nosso panorama musical.

Na abertura do evento, Afonso Esteves, presidente da Comissão Organizadora deste acontecimento anual na vida da localidade, sublinhou a circunstância de se tratar de um empreendimento que resulta do trabalho e da conjugação de esforços de muitas pessoas e entidades, na primeira linha das quais estão a Junta de Freguesia, a Câmara Municipal de Sesimbra e o comércio local, fazendo votos de que a animação prevista para esta edição corresponda às expectativas de todos.

Para Vítor Antunes, presidente da Junta de Freguesia da Quinta do Conde, a consolidação deste momento festivo na vida da comunidade e da evolução que o mesmo tem registado ao longo dos anos, decorre do rigor financeiro que tem orientado a sua organização, princípio que tem permitido a sua consolidação e afirmação no contexto concelhio e regional.

De acordo com o autarca quintacondense, “a evolução qualitativa e quantitativa que se verifica neste caso, conjuga-se com o crescimento e o desenvolvimento operado na freguesia, quer no capítulo urbanístico, quer no capítulo ambiental, assim como em outras áreas da nossa vida colectiva, fruto da intervenção ponderada, planeada e executada no seu território.”

Segundo ainda Vítor Antunes, trata-se de uma “evolução, crescimento e desenvolvimento que são obra colectiva dos seus habitantes, da generosidade do seu movimento associativo e das suas instituições, logo, da sua capacidade de pugnar também pelos interesses locais, estando ao seu lado na justa reivindicação de uma escola secundária na localidade, ou nos domínios da saúde, segurança, solidariedade social ou justiça”.

Na opinião de Odete Graça, Presidente da Assembleia Municipal de Sesimbra, “este acontecimento é uma festa colectiva que se alicerça nos sonhos e no trabalho dos habitantes da Quinta do Conde, homens e mulheres que dão algum do seu tempo para trabalhar em prol dos outros.”

Perspectiva semelhante expressou Felícia Costa, Vice-presidente da Câmara Municipal de Sesimbra ao salientar tratar-se de um evento que constitui uma acção do movimento associativo, cuja pujança se reflecte no convidativo programa que integra figuras de primeiro plano do meio artístico nacional, a par de muitos artistas locais.

Por isso, sustentou a edil, “mais do que um espaço de festa, é um espaço de convívio e de afirmação de uma identidade construída, ano após ano, por quantos aqui estabeleceram residência ao longo de quatro décadas e que com o seu esforço, empenho e determinação lograram alcançar os padrões de qualidade de vida que hoje se aqui observam”.