Juventude e presença feminina marcam novos órgãos da Freguesia da Quinta do Conde

Juventude e presença feminina marcam novos órgãos da Freguesia da Quinta do Conde

A instalação dos novos órgãos da Freguesia da Quinta do Conde, resultantes do ato eleitoral de 1 de outubro, constitui o início de um novo ciclo autárquico, marcado pelo rejuvenescimento e pela aposta no processo de desenvolvimento da localidade.

A tomada de posse dos referidos órgãos, realizada a 19 de outubro, no salão nobre da autarquia, com a consequente eleição da Mesa da Assembleia de Freguesia e da equipa que nos próximos quatro anos irá dirigir os destinos da Instituição, reflete a expressão do veredicto popular manifestado nas urnas, da qual decorre também uma forte presença feminina nos aludidos órgãos, situação, de resto, sublinhada por vários intervenientes na mencionada sessão.

Para Helena Cordeiro, presidente eleita da nova Assembleia de Freguesia, “o facto de a Mesa que presidirá aos trabalhos deste órgão nos próximos quatro anos, ser inteiramente constituída por mulheres, é uma marca definidora da perspetiva com que encaramos o mandato que ora se inicia”, solicitando, por isso, aos restantes membros que a constituem, uma profícua colaboração em ordem a que possamos desempenhar eficazmente as funções em que fomos investidas”.

Tal quadro, seria, igualmente, objecto de uma saudação de Vítor Antunes, reeleito presidente da Junta, realçando que “dos critérios que estiveram na base da escolha maioritária de mulheres para liderar os dois órgãos, o género, foi seguramente, elemento irrelevante“.

Na sua intervenção o autarca quintacondense, destacou o elevado número de jovens que a partir de agora, tomam parte activa nos destinos da localidade, sustentando que se trata de uma “aposta na regeneração da actividade política autárquica, que nos adita esperança num futuro de compromisso intergeracional”.

Por outro lado, reportando-se à orientação que caracterizará o ciclo que ora se abre, Vítor Antunes, sustenta que “a construção da identidade é um projecto que irá certamente conhecer novos contornos e evolução, com tratamento urbanístico e artístico de novos espaços e recantos, com o objectivo de tornar a Quinta do Conde mais bonita.”

Usando da palavra em nome do Bloco de Esquerda, Gilberto Nifrário, novo representante na aludida força política na Assembleia de Freguesia, manifestou a intenção de colaborar com as demais bancadas partidárias, no sentido de trabalhar em favor dos habitantes locais, em especial, os mais desfavorecidos.”

Para Teresa Lourenço, porta-voz da coligação Sesimbra Mais, a qual integra o PSD e o CDS/PP, “este é um mandato com muitos desafios visando a dignificação da Vila e a elevação da qualidade de vida dos seus habitantes, por isso, fazemos questão de ser parte da sua solução.”

Por seu turno, Hélder Gaboleiro, em representação do Movimento Sesimbra Unida, manifestou a esperança de “poder contribuir para encontrar soluções para os problemas dos cidadãos da Freguesia”, enquanto Paula Sousa, do Partido Socialista, afirmou a intenção da sua bancada de trabalhar no sentido de honrar a confiança de todos aqueles que votaram nesta força política.