Assembleia de Freguesia aprovou sem votos contra as contas da Junta referentes a 2017

Assembleia de Freguesia aprovou sem votos contra as contas da Junta referentes a 2017

A Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde aprovou sem nenhum voto contra, o resultado da conta de gerência apresentada pelo executivo da Junta, respeitante ao exercício de 2017, sublinhando assim a criteriosa gestão financeira da autarquia efectuada no último ano, com um resultado positivo superior a 219 mil euros.

No decurso da sessão, efectuada a 6 de Abril na sede da freguesia, Vítor Antunes, presidente da equipa que lidera os destinos da instituição representativa da população quintacondense, salientou tratar-se  “do resultado possível ante as condições em que ocorreu, posto continuarmos a ser a freguesia que no quadro nacional menor valor recebe por habitante do Fundo de Financiamento das Freguesias”.

Justificando o saldo ora transitado, o autarca esclareceu ainda que tal montante decorre da circunstância de não termos dado início no passado ano, à construção do pavilhão multiusos perspectivado no plano de actividades da Junta e da consequente verba que no último quadriénio lhe fora destinada.”

De acordo igualmente com o autarca, “para alguns a apresentação de contas com um saldo positivo é sinónimo de má gestão, posto não termos gasto esse dinheiro, mas a nossa orientação não foi nem será nesse sentido, evitando sobressaltos que coloquem em causa as propostas que submetemos à apreciação dos habitantes da localidade no último acto eleitoral autárquico.”

No decurso dos trabalhos, a referida Assembleia aprovou também a 1ª revisão orçamental, em ordem a integrar no exercício financeiro de 2018 o saldo transitado do ano anterior e dar continuidade às obras e projectos perspectivados para este ano.

A par dos citados documentos, o órgão deliberativo da freguesia, aprovou igualmente, por unanimidade, a constituição de um Grupo de Trabalho para a elaboração da proposta de Revisão do Regimento da Assembleia e por voto secreto a coordenadora do Grupo, Sílvia Raquel Lameirinha.

No período antes da ordem do dia, que tem vindo a ganhar tempo, em prejuízo dos assuntos específicos que norteiam cada uma das sessões da Assembleia de Freguesia, foram aprovados dois votos de pesar, moções, saudações e recomendações.