Prémio de ciclismo trouxe à Quinta do Conde quase metade do país nos escalões de formação

Prémio de ciclismo trouxe à Quinta do Conde quase metade do país nos escalões de formação

A 7ª edição do Prémio de Ciclismo Juvenil da Quinta do Conde voltou a mobilizar mais de centena e meia de ciclistas provenientes de várias localidades da Região Centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo e Algarve, tornando-a num dos centros de interesse da modalidade em matéria de escalões de formação, pelo menos, uma vez por ano.

Reunindo atletas oriundos de Vila Rela de Santo António, Albufeira, Loulé, Almodôvar, Évora, Azeitão, Paio Pires, Almada, Alenquer, Cascais, Torres Vedras, Lousã, Almeirim, Alcobaça e Porto de Mós, a prova realizada na manhã de 15 de Abril, constituiu mais uma manifestação de promoção do desporto, no caso, a prática do ciclismo.

Organizada pela Junta de Freguesia, com o apoio técnico da Associação de Ciclismo do Distrito de Setúbal e da Federação Portuguesa de Ciclismo e a colaboração da Câmara Municipal de Sesimbra, Guarda Nacional Republicana, Bombeiros Voluntários de Sesimbra e do Grupo 232 da Quinta do Conde da Associação de Escoteiros de Portugal, a iniciativa sublinhou a importância que adquiriu junto dos clubes que se dedicam à formação dos futuros praticantes da modalidade, concitando o seu interesse.

Apesar da persistente chuva miudinha que se fizera sentir ao longo do período em que a prova decorreu, a mesma não afectou o desportivismo dos participantes, nem o entusiasmo que colocaram na sua prestação.

Isso mesmo seria, aliás, evidenciado por José Marques, Director do referido Prémio e responsável técnico da Federação Portuguesa de Ciclismo pelo sector da formação, o qual se congratulou com mais esta edição, posto “tratar-se de um percurso cujo traçado reúne todas as características tecnicamente necessárias, em consequência de apresentar as diferentes valências em que assenta a modalidade, ou seja, subidas, rectas e descidas. Logo, correspondendo aos objectivos que a Federação pretende neste domínio.”

Opinião semelhante expressou Eduardo Guilherme, Presidente da Associação de Ciclismo de Setúbal, que refere ter sido “um evento muito positivo, quer pelo modo como decorreu, quer pelo número de participantes, quer ainda pelo desportivismo que os atletas evidenciaram, assumindo-se como uma grande manifestação de divulgação do ciclismo, numa localidade que tem tradição na modalidade”.

Para Vítor Antunes, Presidente da Junta de Freguesia, “a realização deste acontecimento anual tem constituído uma aposta da autarquia e sem embargo de entendermos que tem cumprido aquilo que desejávamos, estamos contudo, receptivos aos vossos contributos, em ordem a sabermos como o podemos melhorar, ou, se for caso disso, aferirmos se prosseguimos ou não com a sua realização.”

Na cerimónia de entrega de prémios, Francisco Jesus, Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, realçou a longevidade da aludida prova e os objectivos, que persegue, designadamente, “a promoção da prática desportiva, especialmente o ciclismo, modalidade que tem tradições nesta freguesia e vem registando um grande desenvolvimento no Distrito de Setúbal”.