Comunidade escolar promoveu ação solidária para com a Cercizimbra

Comunidade escolar promoveu ação solidária para com a Cercizimbra

Exposição e venda de bolos e outros produtos confeccionados por alunos, encarregados de educação e professores; jogos tradicionais, exibições musicais e a actuação de vários grupos de dança, constituíram algumas das componentes de animação da acção de solidariedade para com a Cercizimbra, denominada “Todos ao Parque”, levada a efeito a 2 de Junho na Quinta do Conde. 

A iniciativa tendente a manifestar o apoio da comunidade educativa à concretização do projecto de construção de um centro e lar ocupacional daquela instituição, decorre de uma deliberação tomada pela 14ª Assembleia Municipal de Jovens, através da qual os diversos agrupamentos escolares do concelho de Sesimbra prescindiram da verba que lhes é anualmente atribuída pela autarquia para a realização de um projecto, concedendo-a à referida entidade.

Organizado pelos estabelecimentos de ensino que tomam parte na aludida assembleia, com o apoio logístico das juntas de freguesia, o evento, levado a efeito a 2 de Junho no Parque da Vila, pretendeu assim evidenciar o espírito solidário dos jovens, sublinhando a naturalidade com que encaram o direito à diferença e outros aspectos que se prendem com inquestionáveis vectores da cidadania.

No decurso da citada iniciativa, Francisco Jesus e Odete Graça, presidentes da Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Sesimbra, efectuaram a entrega de 5 mil euros à direcção da citada IPSS, correspondente à soma do valor concedido pela edilidade a cada escola envolvida na referida assembleia.

Segundo o líder camarário, “a decisão tomada pelos jovens deputados, constitui um acto simbólico, mas de grande relevância, que a par de expressar o valor da solidariedade, fortalece a convicção de que é possível um mundo cujas diferenças não sejam factores de descriminação, ao mesmo tempo que reforça a necessidade deste equipamento social para o concelho e para a região”.

Na perspectiva de Odete Graça, “trata-se de um gesto de grande significado, que nos sensibiliza e que sendo protagonizado pelos cidadãos do futuro, nos permite acalentar a convicção de que a solidariedade não tem limites”.

Agradecendo a decisão tomada pelos jovens que integram a citada assembleia municipal e esta feira solidária, Jorge Rato, presidente da Cercizimbra, expressou a sua gratidão a todos quantos se envolveram nesta iniciativa e nos objectivos que a motivaram.