Festival do Caracol conclui um mês de festas na Quinta do Conde

Festival do Caracol conclui um mês de festas na Quinta do Conde

Com a cerimónia de entrega de prémios aos participantes no tradicional concurso de pratos confeccionados com caracóis, chegou ao fim a 9ª edição do Festival do Caracol da Quinta do Conde, acontecimento que constitui o epílogo de um conjunto de eventos festivos que se prolongaram durante um mês nesta localidade.

Iniciado com a realização da Feira Festa, a que se seguiram os festejos em torno dos Santos Populares, o programa de animação levado a efeito na referida freguesia nesta época do ano, reflecte o dinamismo e capacidade mobilizadora do movimento associativo local e, com eles, o reforço dos principais traços identitários da comunidade local.

Organizados pela Junta de Freguesia e Câmara Municipal de Sesimbra, de parceria com as colectividades e associações que exercem a sua actividade no espaço territorial da freguesia, as referidas festividades têm no aludido festival um dos momentos de afirmação da sua capacidade criativa, decorrente da sapiência evidenciada na confecção de pratos alicerçados no mencionado produto, tão apreciado pelos habitantes e pelos portugueses.

Premiando o labor e o saber colocados na elaboração dos mencionados pratos, o júri constituído por Américo Gegaloto (Vereador da Câmara Municipal de Sesimbra); Ana Simões Oliveira (Secretária da Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde); Carla Antunes (Rádio Quinta do Conde); António Mestre Lopes e os escultores Carlos Bajouca e Hugo Maciel, decidiu, pela primeira vez por unanimidade,  atribuir a pontuação máxima ao prato vencedor, apresentado pelo Grupo Desportivo e Cultural do Conde 2, cabendo o segundo e terceiro lugares, respectivamente, ao Grupo Recreativo Escola de Samba Corvo de Prata e à Associação Desportiva Cultural e Social MGBOSS.

Felicitando a imaginação revelada pelos participantes no certame, Vítor Antunes, presidente da autarquia quintacondense, considerou que o grau de qualidade dos pratos submetidos à apreciação do júri, coloca o certame entre aqueles que no quadro da região mais capazes são de satisfazer os gostos dos apreciadores.

“Trata-se de uma situação que valoriza não apenas a iniciativa, mas o trabalho das entidades que nela tomam parte” , referiu, dando ainda nota da abertura  um concurso tendente  ao preenchimento de duas vagas  no quadro de pessoal da autarquia, em ordem a  dotar os serviços de uma maior capacidade  de resposta às solicitações da população.

Na perspectiva de Francisco Jesus, Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, “a concretização de mais esta edição do Festival do Caracol e das festividades que o antecederam, confirma que, do ponto de vista associativo, a Quinta do Conde possui um forte e diversificado leque de colectividades, cuja intervenção concorre sobremaneira para fortalecer a identidade e a sua coesão, assumindo, assim, como os grandes obreiros dessa mesma identidade”.

De acordo ainda com o líder camarário, afigura-se, contudo, ”indispensável a alteração de alguns comportamentos pessoais, visando ajudar as autarquias a conferir à mais populosa freguesia do concelho o estádio de desenvolvimento que esta merece e a sua consequente valorização, em diversos domínios, posto termos assumido o compromisso de trabalhar para a sua elevação, dignificando-a, e por maioria de razão, quem aqui vive ou trabalha.

Logo, concluiu o autarca sesimbrense, ”o que nos move é apostar no investimento em várias áreas que visam objectivamente promover a qualidade de vida dos habitantes, mas para que consigamos alcançar os objectivos a que nos propomos é indispensável a colaboração de todos.”