Aprovado o Orçamento e Plano para 2019

Aprovado o Orçamento e Plano para 2019

Assembleia deu luz verde ao desenvolvimento da Freguesia.

A Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde aprovou a proposta de Orçamento e Grandes Opções do Plano, vulgo, plano de atividades, para 2019, apresentada pelo executivo da Junta à apreciação do órgão deliberativo da autarquia, dando assim luz verde à prossecução do trabalho de desenvolvimento local.

O documento aprovado sem nenhum voto contra, no decurso da sessão realizada a 7 de Dezembro, na sede da instituição representativa dos quintacondenses, constitui um instrumento essencial à atividade da autarquia e, por isso, um pilar fundamental da sua intervenção, tendente à elevação da qualidade de vida de quem vive ou trabalha na localidade.

Apresentando um valor global de meio milhão de euros e contemplando cerca de uma centena de acções e iniciativas que se estendem pelas diversas áreas em que se expressa quotidianamente a atuação da Junta, o extenso conjunto de ações nele inscritas, prossegue e aprofunda o trabalho efetuado em anos anteriores, visando qualificação e valorização da freguesia nos diferentes domínios em que esta se manifesta.

Para Vítor Antunes, presidente da equipa executiva da aludida Junta, “o resultado desta votação e a consequente aprovação dos documentos submetidos à apreciação das várias forças políticas que constituem a actual Assembleia de Freguesia, confere-nos uma acrescida responsabilidade, a qual entendemos como um estímulo ao esforço que temos feito visando o desenvolvimento desta terra e ao empenho que temos colocado na concretização desse objetivo”.

A par destes documentos, a assembleia apreciou ainda o relatório de atividades da autarquia entre 1 de Setembro e 30 de Novembro, tendo Vítor Antunes, prestado os esclarecimentos a dúvidas suscitadas por várias bancadas.

A sessão caracterizou-se ainda pela aprovação de um voto de boas festas à população e uma série de recomendações relacionados com a criação de parque aquático sazonal, contentores de reciclagem de embalagens, abrigos de passageiros de transportes públicos, a relocalização da Feira Festa e a integração da bandas jovens na sua programação e noutros eventos que ocorram na freguesia.

A problemática em torno da construção do novo aeroporto de Lisboa; as insuficientes instalações do Centro de Saúde local e a reabilitação da antiga unidade de saúde, assim como o reforço da segurança, dotando de meios humanos e materiais a força policial sediada na localidade, constituíram igualmente temas objeto de moções ou recomendações aprovadas na referida sessão.