Concerto de Ano Novo: Festa e partilha

Concerto de Ano Novo: Festa e partilha

Momento de convívio e confraternização anual entre os agentes culturais da Freguesia, o Concerto de Ano Novo, promovido pela Junta de Freguesia da Quinta do Conde, constituiu, mais uma vez, um espaço de partilha e de solidariedade entre a autarquia e o movimento associativo local.

Realizado a 5 de Janeiro nas instalações do Centro Comunitário, o evento contou com a participação de sete agrupamentos musicais afectos a diversas associações e agremiações sediadas na localidade, os quais interpretaram temas alusivos à quadra festiva que acabámos de atravessar, com especial relevo para o cantar de reis, sublinhando assim as raízes identitárias dos seus habitantes.

Uma matiné caracterizada por empenhos e desempenhos vários, mas que concitou a adesão e, nalguns casos, o entusiasmo da assistência que por várias ocasiões juntou a sua voz ao refrão de algumas canções interpretadas pelos grupos corais e agrupamentos musicais que nela tomaram parte.

No decurso do espectáculo, João Valente, presidente da agremiação que acolheu a iniciativa, aludiu à necessidade de um Lar de Idosos na Freguesia, em ordem a que seja possível dar resposta às carências que a localidade regista nesse domínio, razão pela qual, anunciou, uma comitiva da aludida instituição, irá na próxima semana cantar as janeiras à diretora do Centro Regional de Segurança Social de Setúbal, com o objectivo de a sensibilizar para este dossier

Para Vítor Antunes, presidente da Junta de Freguesia da Quinta do Conde, a realização deste tradicional encontro tendente a assinalar a entrada num novo ano, sublinha o estreito relacionamento que a autarquia mantém com o movimento associativo, expresso ao longo dos últimos anos e na comunhão de anseios, expectativas e objectivos que os mobilizam.

Nesse quadro, deu conta da recente celebração de um contrato-programa com a Real Associação dos Bombeiros Voluntários de Sesimbra, mas também de um significativo pacote de subsídios, a atribuir nos próximos dias às colectividades quintacondenses, visando garantir o normal funcionamento das suas regulares actividades, a par de um vasto leque de actividades lúdicas, recreativas e culturais previstas para os próximos meses.

Segundo o autarca, ”é um amplo programa de acções que valorizam os traços essenciais da nossa comunidade e que reforçam a identidade que temos sabido criar entre todos e com todos.”

Por outro lado, enquanto João Narciso, secretário de Assembleia Municipal de Sesimbra, se congratulava com a concretização do mencionado concerto e dos objectivos que estiveram na génese da sua promoção, Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, enunciava o pacote de investimento perspectivados pela edilidade para a Quinta do Conde.

De acordo com o edil, entre eles, figura o inicio da construção de uma nova escola do ensino básico, um auditório com capacidade para receber com a dignidade que a localidade merece, vários géneros de acontecimentos culturais, um pavilhão multiusos projectado pela Junta de Freguesia e o prolongamento da actual rede ciclável estendendo-a ao longo da Estrada Nacional 10.

Segundo o responsável camarário, “são investimentos que visam objectivamente criar melhores condições de vida a quem aqui vive ou trabalha, solicitando, por isso, a colaboração dos moradores, designadamente na área da limpeza urbana, concorrente, por essa via, para a construção de uma freguesia mais atractiva acolhedora e para todos”.