Colóquio sobre o cancro visou sensibilizar habitantes da Quinta do Conde para a prevenção

Colóquio sobre o cancro visou sensibilizar habitantes da Quinta do Conde para a prevenção

A temática do cancro, em particular o combate ao cancro da mama, constitui o tema de um interessante colóquio ocorrido a 20 de Março na sede da Junta de Freguesia da Quinta do Conde, com a presença do oncologista Jorge Espírito Santo.

Com uma assistência atenta e interventiva que lotou o Salão Nobre da autarquia, o conhecido  clínico, médico no serviço de oncologia do Hospital do Barreiro,  dialogou  ao longo de quase duas horas com homens e mulheres  sobre  a problemática que envolve  esta doença e a importância da sua prevenção.

Na abertura do encontro promovido de parceria com a Comissão de Utentes da Saúde da localidade, Vítor Antunes, presidente da referida Junta explicou as razões da realização do evento, tendente a sensibilizar as pessoas para esta doença e para a relevância que o diagnóstico precoce assume no plano da eficácia de tratamento, dando a esse respeito, conta da sua experiência pessoal.

Para Jorge Espírito Santo, “este tipo de encontros são de grande utilidade, pois permite-nos transmitir aos cidadãos alguns elementos decorrentes da nossa experiência quotidiana, alertando-os para alguns aspectos cuja relevância não podemos escamotear. Desde logo, porque estamos a falar de uma doença que é responsável pela segunda causa de morte, sendo que no caso do cancro da mama é a primeira causa de morte de mulheres.”

Neste quadro, sublinhou o clínico, “porque estamos expostos a um conjunto de agressões ambientais, sabemos ainda que a partir dos 50 anos de idade a incidência da doença aumenta exponencialmente, razão pela qual devemos adoptar comportamentos que não concorram para o seu aumento, tais como o tabagismo, a obesidade e o sedentarismo”.

A par disso, realçou, “o rastreio é determinante para a eficiência terapêutica. Não atrasem a realização de um diagnóstico por receio do resultado. Quanto mais cedo for detectado mais possibilidades há de o tratar e tentarmos evitar que desenvolva metástases”.

No decurso do encontro caracterizado por um vivo diálogo entre a assistência e o clínico, usou ainda da palavra Sebastião Lameiras, presidente da Comissão dos Utentes da Saúde da Quinta do Conde, o qual expressou a posição da referia estrutura quanto aos projectos de Lei de Bases da Saúde, em discussão na Assembleia da República e a actividade que a mesma tem desenvolvido visando a melhoria da prestação de cuidados aos habitantes da Freguesia.