À volta do Piano: 11 de maio, às 15h00, na Junta

À volta do Piano: 11 de maio, às 15h00, na Junta

A Junta de Freguesia acolheu com satisfação a sugestão do pianista Daniel Schvetz de realizar algumas tertúlias culturais, tendo como pano de fundo o piano que a Junta de Freguesia recentemente adquiriu.

Ao disponibilizar-se para coordenar a primeira “tertúlia” Daniel Schvetz “obrigou” ao arranque desta louvável iniciativa, que visa uma abordagem ao piano, enquanto “rei dos instrumentos de tecla” designadamente os seus antepassados (órgão, cravo, clavicémbalo, harmónio, …); Os grandes compositores (de Mozart a Chopin, de Bach a Brahms, de Liszt a Debussy, de Beethoven a Ravel, …); O piano e alguns dos seus companheiros (violino, violoncelo, clarinete, …); O piano e a orquestra; Os grandes Concertos; E os grandes e as grandes intérpretes (Vanda Landovska, Clara Haskil, Rubinstein, Guilels, Pollini, Argerich, todos aqueles que traduziram e refletiram de forma notável no Piano aos grandes compositores).

Outra pista de abordagem repercute-se ao Século XX, às muitas estéticas e estilos que adoptaram o piano como solista ou como parte de diversos ensembles, designadamente o jazz ou as estéticas centroamericanas (Rumba, Cha Cha Cha, Bolero, Salsa, a Bossanova Brasileira, …); O Tango Uruguaio e Argentino; a Morna Cabo-Verdiana, o Rock & Roll entre muitos outros exemplos.

Um passeio de dois séculos e meio desde a sua invenção por Bartolomeo Cristófori, uma presença essencial em varios registos: O da interpretação, o do ensino da música, o dos tempos livres, o da virtuosidade, o do imponente som.

O Piano como veículo para educar o ouvido, para a aprendizagem, para a memória, para a leitura, para o gozo de interpretar, para o gozo de ouvir.