Comissões de Utentes dos serviços públicos reuniram na Quinta do Conde

Comissões de Utentes dos serviços públicos reuniram na Quinta do Conde

Proceder ao levantamento das dificuldades com que os cidadãos se debatem em matéria de acesso aos serviços públicos, designadamente à saúde e à mobilidade e colher contributos para a elaboração de uma resolução a remeter aos responsáveis pelas referidas áreas, constituiu o tema de um encontro de comissões de utentes da região se Setúbal, realizado na Quinta do Conde.

A reunião efectuada a 13 de Abril nas instalações da Junta de Freguesia contou com a participação das estruturas representativas dos utentes dos transportes da Margem Sul e Montijo e das comissões de utentes da saúde do Seixal, Almada, Quinta do Conde e Baixa da Banheira visou a tomada de uma posição, ante a degradação dos serviços prestados às populações naqueles importantes domínios da vida dos cidadãos.

De acordo com o projecto de resolução saído do aluído encontro, os utentes defendem a manutenção e o reforço de profissionais na urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta e a reabertura das valências encerradas nos restantes hospitais da região, assim como o completo aproveitamento do hospital do Montijo, a construção do hospital no Seixal e um efectivo investimento nos cuidados de saúde primários, dotando-os dos respectivos recursos humanos e de infra-estruturas que sirvam efectivamente as populações.

De acordo com o documento, é ainda reclamado mais investimento na rede de transportes ferroviários, rodoviários e fluvial, valorizando a mobilidade na Área Metropolitana, em ordem a potenciar a redução do preço dos passes sociais recentemente ocorrida.

Segundo o projecto de resolução que será submetido à apreciação de todas as estruturas dos utentes da Margem Sul do Tejo, é ainda defendida a reabertura das estações de correios encerradas nos últimos anos e a manutenção de todos os centros de distribuição postal em funcionamento e o cumprimento dos tempos de entrega de correspondência.

A eliminação das taxas moderadoras e a redução das taxas bancárias como a garantia de serviços mínimos para manutenção de conta sem custos para os utentes, são outras das reivindicações expressas na citada resolução, a qual reclama igualmente a redução do valor das tarifas domésticas de electricidade e gás.

Na opinião das estruturas que elaboraram o documento, “estas são algumas das matéria que preocupam os cidadãos que utilizam esses serviços, razão pela qual integram o conjunto de reivindicações que as comissões de utentes, considera prementes, tendo em vista a defesa dos serviços públicos e o seu papel para o desenvolvimento do país, para a coesão nacional e para a vida dos portugueses.”

Antecedendo o inicio dos trabalhos, Vítor Antunes, presidente da autarquia quintacondense, na sua qualidade de anfitrião, saudou a realização do encontro na mais jovem freguesia do Concelho de Sesimbra, e do trabalho desenvolvido ao longo dos anos pela comissão dos utentes da saúde tendente à elevação das condições de acesso aos cuidados de saúde primários, dando ainda conta de algumas necessidades sentidas pela população local, entre elas uma escola secundária e um Lar de idosos, equipamentos que há três anos foram objecto de aprovação pela Assembleia da República de projectos de recomendação ao Governo, mas que este teima em ignorar.