Desfile das Marchas Populares sublinhou diversidade e multiculturalidade locais

Desfile das Marchas Populares sublinhou diversidade e multiculturalidade locais

Iniciativa anual tendente a fortalecer tradições e a consolidar laços sociais entre os habitantes da Freguesia, o desfile das Marchas Populares da Quinta da Conde voltou a mobilizar vontades, empenhos e saberes, valorizando a identidade local.

Envolvido por uma moldura que lotava o espaço adjacente à Junta de Freguesia, o desfile de Marchas Populares, realizado a 28 de Junho, constituiu mais uma expressão da vitalidade do movimento associativo local e da sua capacidade de sublinhar raízes e memórias, com a generosidade própria das grandes comunidades.

Aberto com a exibição da representação da Catequese da Paróquia de Santiago, agrupamento proveniente da sede do Concelho, que abordou a temática do Cabo Espichel e as grandes conquistas da ciência ao longo dos tempos, salientando a relevância material e espiritual do santuário ali existente, assim como a lenda criada em torno de Nossa Senhora do Cabo, santa desde sempre ligada àquele local.

Trazendo como tema a passagem dos 40 anos de existência de agremiação e do importante trabalho desenvolvidos nos domínios do recreio, desporto e cultura junto dos seus associados e da população quintacondense, a Marcha do Grupo Desportivo e Cultural do Conde 2, revelou-se um conjunto que encarou com algum cuidado este empreendimento, esforço quase estragado por um dos elementos se apresentar calçado de forma diferente de todos os outros.

Por sua vez, Associação de Pais da Escola Básica Integrada da localidade elegeu como tema da sua representação os 25 anos do referido estabelecimento de ensino, temática abordada por outros agrupamentos, mas com a originalidade da esmagadora maioria dos marchantes ser do sexo feminino, situação que aliada à circunstância de serem quase todos muito jovens conferiu à formação a simplicidade e a graciosidade características deste escalão etário.

Enquanto isso o grupo de ajuda informal Encontra a Esperança, ligado à Paróquia da Freguesia, aproveitaria a passagem do seu 10º aniversário para, também ele, glosar este género de temática, mas sem os recursos que a sua congénere do “Conde 2” evidenciou.

Encerrando o desfile, a delegação do Centro Comunitário local, apresentou-se ante os milhares de pessoas que acorreram a esta iniciativa da Câmara Municipal de Sesimbra de parceria com a Junta de Freguesia, com o tema “Cores e Sons de Todos os Tons” pretendendo com ele valorizar a multiplicidade de cores que envolvem a Freguesia e a diversidade de sons que radicam multiculturalidade de raízes das diferentes comunidades regionais residentes na Quinta do Conde.