Freguesia aprovou Plano e Orçamento para 2020

Freguesia aprovou Plano e Orçamento para 2020

A Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde aprovou sem nenhum voto contra, tal como acontecera nos anos anteriores, o Plano de Actividades e Orçamento da Junta para 2020, instrumento essencial ao normal funcionamento da autarquia.

Com um valor global na ordem do meio milhão de euros, os documentos visam reforçar a aposta na qualificação da localidade, acentuando o trabalho desenvolvidos nos últimos mandatos em matéria de elevação da qualidade de vida que quantos nela vivem ou trabalham.

Neste quadro, assumem particular relevância o fomento e fruição da cultura; a manutenção do parque escolar, o incentivo da prática desportiva; a requalificação dos equipamentos e parques infantis, a formação e qualificação profissional do seu quadro de pessoal; o apoio aos idosos e ao movimento associativo; a intervenção urbana e a colaboração interinstitucional, entre outras áreas.

Segundo Vítor Antunes, presidente do executivo da referida Junta, no decurso da sessão realizada para o efeito, na sede da autarquia, a 6 de Dezembro, “trata-se de um documento que honra o compromisso assumido com a população, razão pela qual contempla um vasto conjunto de intervenções em todos os domínios da vida colectiva, cujo alcance e diversidade de acções, enriquecidas, em alguns aspectos, com várias sugestões e contributos feitos pelos agentes que intervêm no tecido social da localidade, constitui uma ferramenta fundamental para a actuação da Junta no próximo ano”.

Por essa razão, salienta ainda o autarca quintacondense “mantém a generalidade dos grandes eventos promovidos nos anos anteriores, como o Concerto de Ano Novo, o Prémio de Ciclismo Juvenil, as comemorações da Revolução de Abril, a Festa Medieval, os festejos dos Santos Populares, o Festival do Caracol, entre outros, assim como o apoio à realização Feira Festa, mas também às instituições de carácter social que desenvolvem a sua actividade no território da Freguesia.”

Os trabalhos ficaram ainda marcados pela aprovação de um voto de pesar pela morte de Miguel Santos e João António Simões Santos, outro pelo falecimento de José Mário Branco; uma moção a defender junto da Fertagus invistimento nas infraestruturas, designadamente na capacitação da resposta em matéria de comboios, manutenção das estações e seus equipamentos, ampliação dos parques de estacionamento; Que esta empresa aponte para a gratuitidade do acesso ao estacionamento aos detentores de título de transporte válido; E que a Infraestruturas de Portugal estude e implemente, em articulação com a Câmara Municipal de Sesimbra, a melhor solução de passagem direta, sobre a A2, entre Estação e a Quinta do Conde.

A par dos citados documentos, a Assembleia aprovou igualmente duas recomendações, tendentes, designadamente, à colocação de uma massa asfáltica na Estrada dos Almocreves e à instalação de uma Repartição de Finanças na Freguesia.