Memória e Identidade – Domingo, 2 de Fevereiro, na Junta, a partir das 10h00

Memória e Identidade – Domingo, 2 de Fevereiro, na Junta, a partir das 10h00

Criada em 1985, a Freguesia da Quinta do Conde atingiu um dos maiores crescimentos demográficos do país e é atualmente a mais populosa do concelho, com mais de trinta mil habitantes, dos quais cerca de 30 por cento têm menos de 30 anos. O grande desenvolvimento económico e social da Quinta do Conde garantiu que, uma década depois da sua fundação, conquistasse o estatuto de vila.

Se considerarmos a inauguração do Restaurante Quinta do Conde, a 28 de Novembro de 1970, como o início desta povoação enquanto aglomerado populacional densamente povoado, então 2020 marca 50 anos de existência da Quinta do Conde com estas caraterísticas. Meio século duma povoação, que em 2020 assinala 35 anos de Freguesia e 25 anos de Vila.

A história da Quinta do Conde é o mote para mais uma sessão da Sesimbra, Memória e Identidade. Episódios como a mercearia que passava filmes aos sábados e se transformava em espaço de culto aos domingos ou o percurso de vida de alguns dos pioneiros da vila são histórias em destaque nesta conversa informal, que tem como objetivo promover a recolha destas memórias visando a sua salvaguarda.

Singular oportunidade para a partilha de experiências e conhecimentos entre participantes e comunidade, iniciativa que merece o carinho e apoio da Junta de Freguesia, com a expetativa da adesão dos quintacondenses mais interessados e conhecedores das raizes locais.