Junta e Movimento Associativo da Quinta do Conde preparam iniciativas agendadas para este ano

Junta e Movimento Associativo da Quinta do Conde preparam iniciativas agendadas para este ano

Organizar os aspectos logísticos relacionado com o vasto leque de iniciativas conjuntas previstas para 2020, algumas delas sugeridas pelas próprias colectividades, constituiu o tema central de um encontro entre a Junta de Freguesia da Quinta do Conde e o Movimento Associativo local.

A reunião efectuada na sede da autarquia a 31 de Janeiro, com a participação de cerca de três dezenas de agremiações, visou equacionar assuntos relacionados com os Desfiles de Carnaval, designadamente o Corso Trapalhão, marcado para a avenida principal na tarde de 22 de Fevereiro, as comemorações da Revolução de Abril, a Festa da Família e das Tradições, Dia Mundial da Criança, Feira Festa, os festejos dos Santos Populares e o Festival do Caracol.

No decurso dos trabalhos, Vítor Antunes, presidente da referida autarquia, sublinhou a distinção conferida à Freguesia pela Federação das Colectividades do Distrito de Setúbal, resultante do estreito e profícuo trabalho de cooperação registado nos últimos anos entre a Junta e as instituições associativas sediadas na área da freguesia, salientando o espírito de colaboração protagonizado pelas mencionadas entidades.

Presente no encontro, Francisco Jesus, Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, deu conta da campanha ambiental promovida pela edilidade tendente à eliminação do uso do plástico e o conjunto de acções de sensibilização dos cidadãos do Concelho para esta temática, solicitando, assim, a colaboração das colectividades, expressa designadamente na abstenção da utilização desses materiais nos eventos que levem a efeito.

Na ocasião o edil adiantou igualmente um vasto leque de informações de interesse local, entre elas, os constrangimentos que a edição da Feira Festa registará, mormente ao nível de palco, devido à sua deslocalização para a zona envolvente ao parque de jogos da Associação de Desenvolvimento da Quinta do Conde.

“Não é a solução definitiva e a que queremos, mas a que é possível pelo menos, por enquanto;” referiu. “Estamos a trabalhar para que tal quadro possa vir a ser alterado em próximas edições deste importante evento”, assegurou.

A par disso, Francisco Jesus, anunciou ainda a criação de um gabinete de apoio ao movimento associativo, estrutura vocacionada para cuidar dos pedidos de apoio que as associações formulam ao município, em consequência da dificuldade que este tem em dar resposta a todas as solicitações e da falta de capacidade de satisfazer algumas solicitações de natureza logística, ante a escassez de palcos que possui, uma vez que os que até agora utilizava se encontram obsoletos, não oferecendo, por isso, condições de segurança.

No que concerne à edificação de um pavilhão multiusos na Freguesia, o edil salientou a existência de algum atraso, motivado pela recusa de alguns proprietários de lotes sem capacidade construtiva, em negociar as aludidas parcelas, do mesmo modo que informou a assistência sobre a intenção da autarquia proceder a breve trecho, à desactivação e demolição das instalações do CIPA e a consequente remoção do cimianto que constitui a cobertura dos imóveis, instalando no local um espaço modelar que acolha o Pólo da Biblioteca Municipal e um espaço para a juventude.

No decurso da sua intervenção, o responsável camarário informou também os presentes da recente decisão da Administração Regional de Saúde de proceder à construção de uma nova unidade, com o apoio de fundos comunitários, aproveitando as antigas instalações do centro de saúde, assim como o acordo verbal estabelecido com o Ministério da Administração Interna para a construção de um quartel das forças de segurança em 2021, cujo terreno, aliás, a autarquia tem disponível para o efeito.