Junta exalta 33.º Aniversário do Centro Comunitário

Junta exalta 33.º Aniversário do Centro Comunitário

A Junta de Freguesia felicita o Centro Comunitário da Quinta do Conde pela passagem do seu 33.º aniversário. 33 Anos duma instituição de solidariedade social, cuja atividade nos merece o maior respeito.

Efetivamente, em 17 de novembro de 1987, um grupo de quintacondenses, homens e mulheres de boa vontade, foram ao Cartório Notarial assinar a constituição desta entidade. A estes primeiros sócios juntaram-se outros, muitos outros. Depois dos primeiros dirigentes vieram outros, também já muitos. A todos a Junta de Freguesia saúda e felicita, com estima e apreço.

Alguns já não estão entre nós, designadamente, por ter falecido há menos de um ano, a sócia fundadora Maria José Figueiredo. Aos que já partiram uma vénia de gratidão e respeito.

O objeto e a ação do Centro Comunitário, convidam-nos, no momento presente, a meditar nos valores da dignidade humana, da solidariedade, da fraternidade e da justiça social. A meditar na situação dos nossos idosos e das nossas crianças. Estimula também a pensar nos que sofrem com a doença, com a solidão, ou com ambas.

Consequentemente, uma saudação especial aos trabalhadores do Centro Comunitário da Quinta do Conde, desde os auxiliares aos técnicos, a componente humana que diariamente protagoniza a tarefa de cuidar e manter viva a esperança, ou aquela outra de não menor responsabilidade, a de preparar as futuras gerações.

A construção do Lar de Idosos, a motivação inicial dos pioneiros, tem atualmente uma janelinha de oportunidade, através do programa PARES 3.0. Aproveitá-la, constitui um imperativo, um desígnio da Instituição, com o qual a Junta de Freguesia se identifica e o qual apoia sem reservas.

Reafirmamos as felicitações ao Centro Comunitário, a todos os que mantêm viva a esperança em melhores dias, esperança em dias com vida, em dias com melhor qualidade de vida.

Longa vida ao Centro Comunitário da Quinta do Conde.