Respondendo a este tempo de incertezas Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde aprova orçamento da Junta para 2021

A Assembleia de Freguesia da Quinta do Conde aprovou a proposta de Plano de Atividades e Orçamento da Junta para 2021, cujo valor total ultrapassa o meio milhão de euros, dotando a autarquia dos indispensáveis meios que lhe permitam responder aos desafios colocados pelo tempo de incertezas com que a localidade e mundo se confrontam.

Num período de grandes constrangimentos ao dia-a-dia dos cidadãos e das instituições, motivados pela epidemia que avassala o planeta, os documentos submetidos pela Junta à apreciação do órgão deliberativo da Freguesia, visam apetrechá-la dos necessários instrumentos de atuação, em ordem a minorar algumas das situações que o atual quadro sanitário criou na vida social e coletiva da comunidade.

Para Vitor Antunes, presidente da autarquia quintacondense, “os documentos que estabelecem a orientação da Junta em 2021 nos múltiplos domínios em que a sua intervenção se manifesta, tendem objetivamente a responder aos anseios e necessidades da população, acentuadas pela complexidade que o atual quadro sanitário e a consequente crise económica e social que lhe está inerente”.

Segundo ainda o autarca, “numa época em que se observa um decréscimo de receitas próprias, por via dos constrangimentos impostos por este cenário, optámos pela manutenção do valor dos apoios atribuídos em 2020, ao movimento associativo e aos demais agentes sociais da Freguesia, dando-lhes, assim, a garantia de que não obstante os efeitos da crise, podem contar com a autarquia para a manutenção da sua atividade.”

De igual modo, sublinha ainda Vítor Antunes, “decidimos inscrever no Plano de Atividades todas as iniciativas previstas para este ano, mas que não puderam que ser realizadas e todas aquelas que se nos afiguraram passíveis de concretização, logo que se verifique uma alteração do quadro sanitário com que nos temos debatido nos últimos meses.”

No decurso da sessão realizada a 27 de Novembro nas instalações do Centro Cultural Social e Recreativo A Voz do Alentejo, em ordem a respeitar as orientações da Direção Geral de Saúde, foram ainda aprovados três votos de pesar pelo falecimento dos associativistas e ex-autarcas, Afonso Esteves e Dinis Basílio, duas destacadas figuras do movimento associativo local, e do arquiteto Gonçalo Ribeiro Teles. Na ocasião, o presidente da Junta aproveitou para recordar outro desaparecimento recente, João Ferreira, personalidade local condecorada em 2014 pela autarquia em respeito ao seu percurso de defesa dos valores da Quinta do Conde.

Os trabalhos foram ainda marcados pela aprovação de uma moção contestando o aumento da taxa de resíduos urbanos, decretada recentemente pelo Governo; uma recomendação sobre a campanha promovida pelas autarquias do concelho tendente a estimular as compras de Natal no comércio local e uma moção reclamando o reforço das funções sociais do Estado nos diferentes domínios onde ela se manifesta.